quarta-feira, 22 de maio de 2013

Paris - França

Continuando a minha viagem de férias no verão europeu, a próxima parada é Paris, na França, fomos também em Cannes, Mônaco e Nice, mas vou começar contando de Paris!!!!
Ficamos uma semana em Paris, deu pra conhecer somente os principais pontos turísticos, Paris tem muita diversão, cultura , gastronomia e muitos lugares para conhecer que se ficar um mês lá também acho que não dá pra conhecer tudo, mas deu pra sentir um gostinho e maravilhar com os passeios, a gastronomia, a língua que sem querer começamos a falar algumas palavras básicas do dia a adia, porque no geral falávamos inglês mesmo.   

Quem vai a Paris tem que ir preparado para caminhar bastante, principalmente se for em poucos dias como eu e tem pouco tempo para aproveitar, bom que lá também tem os ônibus de turismo que você compra o passe e anda até onde quer e sobe onde quer tb, isso ajuda muito para conhecer os pontos turísticos como a Torre Eiffel, Arco do Triunfo, Catedral Sacre Coeur, Catedral Notre Dame, Museu Louvre, as praças, etc....

O ideal é ficar hospedado em um Hotel ou apartamento mais central, próximo dos metrôs, das avenidas principais também, isso faz com que não perca tempo se locomovendo de um local para o outro.

Fiquei hospedada no Hotel Europe Saint Severin, ótima localização, com um Mac Donalds bem na esquina, isso era muito bom rsrsr, ótimos restaurantes bem perto, bares para o happy hour, docerias, tinha uma loja na outra esquina do hotel só de doces, com vários sabores de macarons, doce tipico francês. 

Adorei conhecer Paris, realmente é uma cidade diferente, pena que não conseguimos conhecer tudo  que queríamos!

Bom, vamos então começar a falar das dicas!

Hotel

Hotel Europe Saint Severin - localizado a um  ou dois quarteirões das principais avenidas de Paris, Saint Michel e Saint Germain,  do rio Senna. É tão bem localizado que fomos andando até o Rio Senna, andando para a Catedral Notre Dame e fomos andando também ao Louvre e a Torre Eiffel, é mais longe, mas com uns 30 ou 40 minutos de caminhada já chega, bom pra perder as calorias da viagem e pra sentir mais a cidade. Bom ter restaurantes próximo ao Hotel que não e necessário preocupar com táxi a noite. O hotel é muito bom, duas estrelas, mas que é melhor que os três estrelas do Brasil, grande, quartos com TV, frigobar e ar condicionado, higienizados diariamente, possui computador para uso comum dos hospedes com internet liberada, mas não possui café. O hotel possui um restaurante que serve café, mas aí tem que ser pago a parte. Como em frente ao hotel tem um mercado, comprávamos frutas, queijo, pães e suco e vinho lá e fazíamos o nosso café da manhã. Ah existem várias lojas de souvenirs próximo ao hotel e por todo canto de Paris. Reservado via booking.com.

Restaurantes

Cuisine Traditionnele e Le Pré Grill - os dois com o mesmo estilo, localizados próximo ao hotel, foram os que mais frequentamos, um é na esquina da St Severin. Os restaurantes normalmente em Paris têm os menus para almoço e no jantar outros, sempre com uma entrada, o prato principal e sobremesa. As melhores pedidas para entrada são as rãs, humm.. da aguá na boca só de lembrar delas,  patê de foie gras com pães, os pães franceses são simplesmente maravilhosos, comia sem parar, os escargots, eu provei e não gostei, mas meu namorado amou, pedia toda vez,  as saladas normalmente são bem simples, mas tem muita variedade, para o prato principal tem carnes, peixes, etc... os pratos sempre vêm com batata, muita batata, mas nem pense em pedir feijão porque não vai encontrar, arroz as vezes tem, mas também não é comum, a batata que faz o papel do arroz e feijão deles.
Na França em geral os restaurantes normalmente são frequentados pelos turistas ou pela classe mais alta, porque a comida não é barata para eles, então vai ver muita gente almoçando sanduíches.
A bebida é bem barata, exceto o refrigerante que é bem caro, o vinho é muito barato, adorei! Ao chegar em um restaurante já vão colocar uma garrafa de água de graça, água da torneira, mas na Europa se bebe água de torneira sem preocupações, e uma cesta de pães.Se não colocarem a água de imediato é só pedir dizendo "une carafe d'eau, s'il vous plaît" ( um jarro de água, por favor)!!!!
Além dos restaurantes têm os bares que até as 19hs ou alguns até 20hs tem o happy hour que a cerveja é vendida mais barata que o normal.

Lugares para conhecer:

Rio Senna - como fomos no verão, além dos passeios de barco pelo Rio Senna que já existem normalmente, tem também a praia artificial, que tem até areia de praia, que eles fazem no verão e as pessoas ficam lá tomando sol e tem ducha também. Eu não me aventurei a ficar lá tomando sol, mas muita gente fica. Existem passeios de todo tipo, os simples, barco comum e os mais sofisticados com almoço ou jantar, música e etc. Muito bonito e muito bom andar por toda avenida beirando o rio.


Ponte dos Cadeados - existe uma famosa lenda que quem vai à Paris tem que colocar o cadeado na grade da ponte para prender o namorado(a) ou o esposo(a), e num é que as grades das pontes do Rio Senna estão lotadas de cadeados!!! 



Catedral Notre Dame - fomos andando até a Catedral, bem pertinho do hotel e do Rio Senna, é simplesmente maravilhosa e gigante, não conheci por dentro pois a fila estava enorme pra entrar, muito grande mesmo, então vi só por fora mesmo, deve ser linda por dentro também!



Museu do Louvre - um dia a noite fomos caminhando do hotel até o Louvre, foi um passeio tão bom, tranquilo, mas só num pode ir muito tarde porque tem uns pedaços da caminhada que é bem deserto, aí fomos andando e de repente deparamos com um paredão, era o começo do Louvre, muito grande também, e chegamos na entrada, na pirâmide, a noite é lindo todo iluminado, vale a pena. Como compramos as entradas do museu antecipadas, não enfrentamos a gigantesca fila, que quem deixa pra comprar na hora enfrenta e ainda debaixo do sol quente, então a maior dica é já comprar a entrada na loja da livraria FNAC, em Paris mesmo, têm várias pela cidade. No dia que fomos visitar estava bem cheio também, maioria das vezes por chineses, eles estavam em todos os locais, mas conseguimos ver tudo, não com todos detalhes, mas passamos em todas galerias, ficamos até perdidos lá dentro, de tão grande rsrsrs, mas aproveitamos, tiramos muitas fotos e adquirimos muita cultura. É um lugar fantástico!!!   



Igreja Sacre Coeur - um famoso ponto turístico de Paris também, esse fomos de ônibus, aqueles que eu disse antes de turismo, conversíveis que você pode descer e subir quando quiser. A igreja é linda tem uma escadaria pra chegar até ela, mas tem elevador também, para os mais velhos e os preguiçosos rsrsrs... quando estiver chegando vai ter umas pessoas não sei se nativos ou imigrantes, que vão tentar colocar em vocês umas fitinhas, parecida com aquelas de Porto Seguro, e tem hora que tivemos que ser até grosseiros porque eles seguram o seu braço e querem amarrar a fita na gente de qualquer jeito para depois cobrar o valor da fita, essa parte é um pouco constrangedora, chato, mas é só isso, depois fica tudo ótimo, outra dica é que lá em cima onde fica a Igreja tem água de graça, não precisa comprar dos ambulantes, se tiver uma garrafinha é só encher e ainda geladinha!!!!



Arco do Triunfo - o dia que fomos ver o Arco do Triunfo, foi até engraçado porque a passagem pra chegar até o Arco, que fica bem no meio de uma das principais avenidas de Paris, a Champs Elysées, é subterrânea, só que custamos a perceber isso, pois é impossível conseguir atravessar até o Arco pela rua, de tão movimentada, mas conseguimos achar a passagem subterrânea e chegamos ao Arco, que é lindo por sinal, com muitos desenhos, esculturas e quem tiver tempo ou for fora de temporada pode pagar para subir até o topo do Arco, a vista deve ser linda, eu não fui porque estava gigantesca a fila pra comprar a subida! A Champs Elysées é uma rua divina, muitas lojas de grife famosa, cafés, restaurantes e movimentadíssima.










Torre Eiffel - a dica mais importante pra quem quer ir na Torre Eiffel e subir até o topo é comprar a entrada pelo site da própria Torre, eu e meu namorado compramos pela internet, marcamos data e horário para subir na Torre Eiffel, foi o que salvou porque caso contrário não conseguiríamos subir até o topo porque  tem uma fila enorme pra você comprar a entrada e depois uma fila maior ainda pra subir e isso tudo no sol quente do verão europeu, como tínhamos agendado pelo site, passamos na frente de todo mundo porque tem uma entrada separada pra quem compra pela internet o ingresso, mas não atrase porque não deixam entrar nem antes e nem depois do horário marcado, a moça autoriza a entrada no horário exato que consta no bilhete. A vista do topo da Torre é fantástica, dá pra ver Paris inteira, é lindo! Tem também os restaurantes que são nada baratos, eu não fui, mas falam que são ótimos. No último andar da Torre tem uma lojinha que vende taças de champanhe!!! Aproveitamos pra passear ao redor da Torre também, ir nas lojas de souvenirs, tomar um sorvete no pé da Torre, isso tudo faz parte, claro compramos várias miniaturas da Torre de presente! Não pode perder e nem dar bobeira de não subir na Torre Eiffel!!!!




Palácio de Versalhes - Fomos de trem até Versalhes e lá pegamos um ônibus que deixa bem perto da entrada principal do Palácio, mas como não sabíamos disso, fomos até o ponto final que é dentro do Palácio, mas no jardim, que não é pequeno, fomos então andando até a entrada principal, foi até bom ter errado a entrada que assim conhecemos todo o jardim, muito lindo, grande e bem cuidado! Para entrar no Palácio tem que comprar a entrada que eu não sei se vende pela internet, nós compramos lá na hora mas nos auto-atendimentos que estavam sem filas, porque as pessoas não vêm as maquinas ou não sabem usar e aí ficam nas filas enormes para falar com o atendente, então essa é uma boa dica, chegue e já procure pelas maquinas de auto-atendimento, depois de comprar fomos para outra fila, a da entrada, detalhe que a espera também é debaixo do sol quente e a fila não é nada pequena, mas vale a pena, porque quando entramos e conseguimos ver todos os cômodos do palácio como a família real vivia é divino, e a gente ganha para usar durante a visita fones pra escutarmos a historia de cada cômodo, os tipos de decoração, os motivos das pinturas, etc 

 


 



Rue Mouffetard - essa rua é uma rua tradicional e muito famosa de Paris pelos bares, restaurantes e pelo mercado que tem no final dela, esse mercado vende frutos do mar vivos, frutas e outros!!!! Se tiver passeando atoa por Paris, vale a pena passar para conhecer!!!


Bom gente, essa foi minha viagem à Paris!!!! 


sexta-feira, 10 de maio de 2013

Óbidos - Portugal

Continuamos a nossa viagem por Portugal saindo de Coimbra a caminho de Óbidos.

Óbidos é considerado uma das vilas mais bonitas de Portugal, a cidade é realmente uma vila, protegida por uma alta muralha de pedras, cidadela que foi presente do rei a sua rainha e que até hoje é preservado, a cidade que é dentro desta muralha possui várias casinhas, pousadas, bons restaurantes, cafés, lojinhas de artesanato e galerias de arte, tudo em construções antigas e com muito charme! É proibido a entrada de veículos, devido a grande quantidade de pessoas nas ruas que são bem estreitas e também porque os restaurantes utilizam muitas vezes durante a tarde a rua para colocarem suas mesas, principalmente no verão que fica bem quente.

Ficamos em Óbidos somente um dia e uma noite também, não é necessário mais que isso, pois toda a beleza da cidade está no interior da muralha, deu pra conhecer toda cidade, a gastronomia, os vinhos e a famosa ginjinha, uma espécie de licor feito a partir da ginja, um tipo de cereja selvagem que é bem saboroso por sinal, bem docinho, é uma cidade puramente turística.


Como fomos em julho, chegamos na semana que estava acontecendo o evento Medieval, chamado de Mercado Medieval de Óbidos, com programação variada, incluindo apresentações teatrais, músicas da época, a chamada "ceia medieval" e nesses eventos os turistas podem alugar roupas e se fantasiarem a caráter.

Fomos de Coimbra à Óbidos de ônibus, é uma viagem bem rápida e com paisagens lindas da natureza, praias e plantações, o ônibus para bem na entrada da cidade, mesmo local que pegamos o ônibus de volta para Lisboa, além da passagem ser bem barata.

Hotel

Albergaria Josefa D'Obidos Hotel - é mais uma pousada que um hotel, bem antiga, com acomodações antigas e o café da manhã, como de costume em Portugal, não é bom também,  mas para passar uma noite só foi razoável. Reservamos também por meio do booking.com.

Restaurante

Vintage - localizado na rua principal, Rua Direita, é um restaurante bem pequeno mas muito gostoso e aconchegante o lugar, além do mais o jantar foi perfeito, acompanhado por um dos deliciosos vinhos portugueses!